terça-feira, 14 de fevereiro de 2017 |

Eu sonhei
E não posso voltar lá
É impossível dar abraços em meus sonhos
Nem tenho certeza
Se eu remei junto a Caronte
Se descemos aquele rio juntos
Lembro do seu sorriso, desperto
Os olhos abertos e as sobrancelhas grossas
Eu sentia frio e sabia que logo ia acordar
Exitei por um abraço
E as regras são tão claras
Que acordei
E um rio corria em meus olhos
Antes de abrir os olhos eu prometia te buscar
Sopraria em seus pulmões até eles voltarem a funcionar

0 comentários: